Material escolar: Chapecoenses devem gastar 1,68% a menos em 2020 | ClicRDC | Notícias de Chapecó e do mundo

Material escolar: Chapecoenses devem gastar 1,68% a menos em 2020

Dados divulgados pelo Procon apontam uma redução nos preços

Foto: Reprodução/Prefeitura de Chapecó

Os materiais escolares estão 1,68% mais baratos em Chapecó durante este ano. Quem aponta este dado é o Procon, que realiza anualmente uma pesquisa com os preços dos principais itens da lista de materiais escolares para o ano letivo. A pesquisa, divulgada na sexta-feira (10), foi realizada com base no preço de 30 produtos em sete estabelecimentos do município.

Quem optar pelas opções mais baratas vai pagar R$77,76 pelos produtos – valor que em 2019, foi registrado em R$ 79,09. Já quem quiser a versão mais cara, deve gastar R$ 184,17 com os ítens. A maior variação entre o menor e maior valor foi encontrada no caderno de caligrafia brochura / 40 folhas, 790%; e o menor percentual de variação está na pasta de papelão com elástico, 25%.

De acordo com o Coordenador Executivo do Procon, Paulo Balancelli, a redução aponta que a inflação não foi aplicada como sempre se espera. “A gente viu também que vale muito a pena pesquisar. No total, da lista mais barata para a mais cara houve uma variação de 136%”, informou.

Confira a pesquisa completa: 

Procon orienta:

 – Nem sempre o material mais sofisticado é o de melhor qualidade ou o mais adequado. Evite comprar materiais com personagens, logotipos e acessórios licenciados, porque geralmente os preços são mais elevados. A publicidade exerce grande influência sobre crianças e adolescentes; 

 – Antes de sair às compras, verifique quais os itens que restaram do período letivo anterior e avalie a possibilidade de reaproveitá-los.  Em seguida, faça uma pesquisa de preços em diferentes estabelecimentos; 

 – Algumas lojas concedem descontos para compras em grandes quantidades, portanto, sempre que possível, reúna um grupo de consumidores e discuta sobre essa possibilidade com os estabelecimentos;

 – Fique de olho nas embalagens de materiais como colas, tintas, pincéis atômicos, fitas adesivas, entre outros, que devem conter informações claras, precisas e em língua portuguesa a respeito do fabricante, importador, composição, condições de armazenagem, prazo de validade e se apresentam algum risco ao consumidor.  

Comentários do Facebook