Empresários e consumidores chapecoenses estão confiantes para este ano - ClicRDC | Notícias de Chapecó e do mundo

Empresários e consumidores chapecoenses estão confiantes para este ano

Maioria afirma que estão seguros
com seus empregos, aponta Sicom Pesquisas

Pesquisa realizada em Chapecó apurou índices de percepção do consumidor e do empresário, bem como o principal objetivo para 2019. A iniciativa é da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo de Santa Catarina (Fecomércio), com o apoio doSindicato do Comércio da Região de Chapecó (Sicom) em função de que ter uma boa expectativa quanto ao futuro é fator determinante para o consumo e para o investimento.

Entre os consumidores chapecoenses, é perceptível o otimismo para este ano, pois 86,3% destacam que 2019 será melhor do que 2018. Os que responderam que permanecerá na mesma situação chegam a 7,5% e os que disseram que será um ano pior somam 4,6%.. Quanto à expectativa em relação ao emprego dos chapecoenses, 43% afirmaram que estão seguros com seus empregos e 20% dos entrevistados não estão empregados.

Outro dado do levantamento, que teve a participação em Chapecó da Divisão de Pesquisa e Estatística do Sicom, mostra as metas para este ano. A maioria dos consumidores chapecoenses quer economizar, conforme indicação de 27,12%. Em segundo lugar aparecem os que pretendem investir em estudos (14,38%), seguindo-se os que querem comprar imóvel (12,42%) e adquirir veículo (12,42%).  

Expectativa do empresário

A pesquisa também foi realizada com empresários, dentro do objetivo de ter avaliação quanto ao ano que terminou e o que esperam para o decorrer de 2019. Para 45% dos empresários chapecoenses, 2018 foi um ano melhor do que 2017, enquanto 37,5% avaliam que foi pior e 17,5% que foi igual. Sobre o que esperam quanto ao volume de vendas neste novo ano em Chapecó, 57,5% dos empresários afirmam que têm ótimas expectativas e 35% dizem que são boas.

A pesquisa também questionou quanto à contratação de funcionários, mas 60% dos empresários chapecoenses afirmam que não pretendem ampliar seus quadros de trabalhadores neste ano. De outra parte, no que diz respeito às possibilidades de investimento para 2019, 72% dos empresários do comércio indicaram que não pretendem realizar investimentos neste ano.