Agricultores do Oeste Catarinense recebem R$ 447 mil do Programa Cheque do Leite - ClicRDC | Notícias de Chapecó e do mundo

Agricultores do Oeste Catarinense recebem R$ 447 mil do Programa Cheque do Leite

Foram 472 agricultores beneficiados

Foto: Agência Brasil

Os agricultores de São Lourenço do Oeste contam com um incentivo extra para investir na produção de leite. A prefeitura criou o Programa Cheque do Leite, que concede um bônus fiscal aos produtores do município. Este ano foram 472 beneficiados com investimentos de R$ 447,3 mil. A entrega dos pagamentos aconteceu nesta quinta-feira (25) e contou com a presença da vice-governadora Daniela Reinehr e do secretário de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Ricardo de Gouvêa.

“Nossa missão é trabalharmos juntos para desenvolvermos nosso Estado assim como todas as regiões. Queremos que Oeste de Santa Catarina, por exemplo, chegue ao patamar que merece estar, pelo que nós trabalhamos e pelo que nós produzimos. É uma alegria para estar aqui no Oeste, eu me sinto em casa”, destacou a vice-governadora.

O Programa Cheque do Leite é desenvolvido pela Secretaria Municipal de Agricultura e concede um bônus aos produtores que comercializam leite dentro e fora do município. As alíquotas são calculadas da seguinte forma: 2,9% no caso de circulação dentro do município da produção leiteira, com destino à indústria de transformação do leite estabelecida no município de São Lourenço do Oeste, com limite de até R$ 2,5 mil por ano; e 1,7% no caso de circulação intermunicipal da produção leiteira, com destino à indústria de transformação do leite estabelecida em outros municípios e limite de até R$ 1,5 mil por ano. O cálculo é feito pelo valor total do movimento econômico da produção leiteira da propriedade no ano base, ou seja, os beneficiados em 2019 tiveram o cálculo feito sobre 2018.

Oportunidades para a cadeia produtiva de leite

Durante o evento, o secretário de Estado da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural, Ricardo de Gouvêa, falou sobre os desafios e oportunidades para a cadeia produtiva de leite em Santa Catarina. “Nós queremos ser reconhecidos por termos o melhor leite do Brasil. Nossos produtores são muito competentes, temos grandes diferenciais competitivos devido à sanidade dos nossos rebanhos e isso pode agregar valor à nossa produção. Santa Catarina tem grandes oportunidades, e nós estaremos juntos para fortalecer a cadeia produtiva”, ressaltou.

O secretário aproveitou a presença dos produtores de leite do município para comemorar a abertura do mercado chinês aos produtos lácteos brasileiros, com a habilitação de duas empresas catarinenses. “Esta é uma oportunidade importante para Santa Catarina. Acreditamos que o futuro da produção de leite é conquistar o mercado externo e o setor produtivo deve se preparar para isso. Estamos muito felizes com a abertura do mercado chinês e queremos agora nos consolidar no mercado internacional”.

Leite em Santa Catarina

Santa Catarina é o quarto maior produtor de leite do Brasil. Esta é a atividade agropecuária com o maior crescimento no estado. Em 2017, a produção catarinense girou em torno de 3,4 bilhões de litros, um aumento de 8% em relação ao ano anterior.

Os três estados do Sul produziram 12,8 bilhões de litros de leite em 2017 – 38% do total produzido no país. As expectativas são de que até 2020 a região produza mais da metade de todo leite brasileiro.

Comentários do Facebook