OUÇA AO VIVO

InícioCULTURAEscassez de chuva segue preocupante; Mercado Indiano torna-se o maior destino da...

Escassez de chuva segue preocupante; Mercado Indiano torna-se o maior destino da produção brasileira da Maçã

Confira:


Foto: iStock/Mapa

Mercado Indiano torna-se o maior destino da produção brasileira da Maçã

A Índia se tornou o maior destino para a maçã brasileira em 2021, e o gergelim, que teve o mercado aberto no ano passado, já tem no país sul asiático o principal importador. A Índia apresentou um expressivo aumento das importações de maçã embarcadas, principalmente, dos estados do Rio Grande do Sul e Santa Catarina. No período de janeiro a junho, as exportações para aquele país oriental foram de US$ 19,03 milhões, quase quatro vezes mais que o exportado no mesmo período de 2020 (US$ 4,9 milhões). Este valor representa 27% das vendas nacionais da fruta. Um total de 23,4 mil toneladas de maçã foram exportadas para a Índia de janeiro a junho. As importações globais indianas têm crescido havendo ainda espaço para o Brasil aumentar mais suas vendas para a Índia nos próximos anos.

Escassez de chuva segue preocupante

- Continua após o anúncio -

A previsão para os próximos três meses indica que o final do inverno catarinense ainda será com chuva abaixo da média, especialmente no Oeste e Meio Oeste. Nestas regiões a chuva segue ocorrendo de forma mal distribuída, persistindo períodos de estiagem.

De acordo com a análise dos meteorologistas, em agosto, setembro e outubro os catarinenses devem enfrentar episódios com chuva forte em curto intervalo de tempo e ondas de frio, além da estiagem.

A temperatura deve ficar próxima da média climatológica no trimestre. São esperadas pelo menos duas ondas de frio intenso até o final do inverno, com formação de geada ampla e temperatura negativa.

Em agosto, a média de chuva sobe um pouco em relação a julho, variando de 110 a 190 mm no Oeste, Meio Oeste e Planalto. Em setembro inicia a época de chuvas de primavera, com totais de precipitação mais elevados. Os totais de chuva em setembro variam de 150 a 210mm no Oeste e Meio Oeste e de 110 a 170mm nas demais regiões. Em outubro os volumes de chuva são os mais elevados do trimestre e variam de 210 a 280mm no Oeste e Meio Oeste.

Fonte: Epagri.

Destaque Econômico 1

O agronegócio segue com grande destaque na economia catarinense. Em 2020, o setor respondeu por 70% das exportações de Santa Catarina, com um faturamento que passa de US$ 5,7 bilhões. O Estado ampliou sua presença internacional, principalmente com os embarques de carne suína, produtos florestais e do complexo soja. Os números são divulgados pelo Ministério da Economia e analisados pelo Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Epagri/Cepa).
As exportações trouxeram a Santa Catarina receitas de US$ 8,1 bilhões em 2020, desse total US$ 5,7 bilhões foram gerados pelo agronegócio. Ou seja, a cada US$ 10 de faturamento, US$ 7 tiveram origem no agro. O setor também sofreu menos com os impactos da crise econômica. Enquanto o estado registrou uma queda de 9,2% nos embarques, o agro reduziu apenas 6,7% seu faturamento.

Destaque Econômico 2

As expectativas são de que os embarques de carne suína sigam numa crescente e as exportações de carne de frango se estabilizem. A soja também deve ter um aumento no valor recebido, ainda que o volume possa ser menor.

Os produtos de origem animal ocupam o primeiro lugar no ranking de exportações catarinenses – 37% do total. As carnes, peixes, ovos e couro geraram cerca de US$ 3 bilhões em receitas para Santa Catarina. Os embarques de carne suína tiveram um crescimento de 35% ao longo do último ano, fechando em US$ 1,2 bilhão.

No total, as receitas das exportações de produtos de origem animal tiveram uma queda de 11,8% em relação a 2019, devido, principalmente, à redução nas vendas de carne de frango.

Cotações

Dólar: R$ 5,21

Saca da soja: R$ 155,00

Saca de milho: R$ 96,53

Arroba do boi: R$ 319.00

Litro do leite: R$ 2.13

Publicidade

Notícias relacionadas

SIGA O CLICRDC

123,931FansLike
45,000FollowersFollow
59,705FollowersFollow
6,620SubscribersSubscribe