OUÇA AO VIVO

InícioClicRDC.docA força de Chapecó: Polo Universitário

A força de Chapecó: Polo Universitário

O ClicRDC produziu uma série de reportagens sobre as principais forças de trabalho e desenvolvimento do município de Chapecó. Acompanhe a matéria que trata Polo Universitário

Por Andressa Guinzelli

Após vencer um tumor na cabeça, jovem escolhe enfermagem para retribuir os cuidados que recebeu

Foto: Arquivo Pessoal

Maria Izabel Bertuzzi, de 20 anos, é estudante de enfermagem no campus da Udesc de Chapecó. A jovem natural de Xanxerê, no Oeste do Estado, encontrou no curso, uma forma de reconhecer o trabalho dos profissionais de saúde, que um dia também fizeram parte de sua recuperação. 

- Continua após o anúncio -

Diagnosticada em 2019 com um tumor na cabeça, Maria precisou passar por uma cirurgia e após complicações, os dias de internação tornaram-se longos. Em contato com a equipe multidisciplinar que fazia o acompanhamento de seu quadro clínico, uma linda amizade foi formada, e foi a partir daí, como agradecimento e para poder cuidar de pessoas, a jovem que decidiu cursar enfermagem. 

“A maneira como aquelas pessoas me trataram me fez decidir que se algum dia eu cuidasse de alguém, da mesma maneira que me cuidaram, eu teria atingido meu objetivo”, relatou a estudante. 

Ainda no hospital, em busca de realizar o novo sonho profissional, Maria começou a estudar para o vestibular e ao finalizar o Ensino Médio, mudou-se de Ponte Serrada, onde residia com a família, para Chapecó, onde está finalizando a terceira fase da graduação e já sonhando com os planos para o futuro. 

Na nova cidade, enfrentar a distância familiar foi um dos piores momentos para Maria. 

“Com tudo que aconteceu, me aproximei mais ainda de meus pais  e foi uma confusão enorme dentro de mim deixá- los em casa e começar viver numa cidade grande, totalmente diferente da cidade pequena em que eu estava acostumada a viver. Mas a saudade foi amenizando, à medida que usamos as redes sociais para nos falar o dia  todo”, finaliza a jovem. 

Para o futuro, ela deseja trabalhar na área cirúrgica e conseguir emprego em Chapecó e quem sabe trabalhar ao lado das enfermeiras que um dia a cuidaram como paciente. 

O fim do Ensino Médio representa um momento de grandes transformações, onde mudanças são impostas a um adolescente que a partir de agora se prepara para a vida adulta. A busca e a incerteza de que caminho seguir, a expectativa de como será a vida de agora em diante. No meio disso tudo, uma pergunta que não quer calar: “E agora, qual faculdade cursar?”.

Muitos optam por cursos em universidades próximas, para ficar perto de casa. Outros preferem escolher instituições em municípios mais distantes, e é então que a capital do Oeste se destaca. Com seis grandes universidades e diversos polos de faculdade a distância, Chapecó é o local escolhido por milhares de jovens todos os anos para se tornar morada. 

Abrangendo seis microrregiões de Santa Catarina e três Estados do Brasil, o município dispõe de cursos de graduação, pós-graduação, mestrado e doutorado, todos com alto nível de ensino e preparados para moldar profissionais qualificados para as mais variadas áreas de trabalho.  

Cruzando o Goio-ên para criar raízes na capital do Oeste Catarinense

Foto: Arquivo Pessoal

Ainda adolescente, Luana Tonetti, hoje com 21 anos, cruzou o rio Uruguai em busca de uma nova vida no lado catarinense. Após se formar no ensino médio, e conhecendo Chapecó como uma grande cidade, com oportunidade de emprego e muitas universidades. A jovem não pensou duas vezes em criar raízes aqui. 

Natural de Entre Rios do Sul (RS), Luana finalizou o Ensino Médio em 2016 e após ser aprovada no curso de Ciências Contábeis na Unoesc, mudou-se para Chapecó, em 2017. Deixando para trás a família e amigos, ela precisou enfrentar diversas dificuldades até finalizar a graduação. 

Sem experiência profissional e em busca do primeiro emprego para se manter na cidade, teve a primeira oportunidade como vendedora em uma loja de cosméticos, onde trabalhava o dia todo e estudava a noite. A rotina puxava, o salário baixo fizeram com que muitas vezes Luana pensasse em desistir. 

“Quando a saudade da família batia, eu podia ir nos fins de semana. Pegava um ônibus aqui em Chapecó que ia até a cidade vizinha de Entre Rios do Sul, lá meu pai tinha que ir me buscar pra me levar até em casa, mas como não tinha tantos ônibus, eu acabava chegando lá no sábado a noite e voltando para cá no domingo ao meio-dia”, relembra Luana.

Mas com o apoio da família, ela conseguiu permanecer em Chapecó, onde se formou e hoje atua na sua área de formação, pensando em uma especialização e com raízes criadas e que a fazem ver o município como seu lar.

IFSC Chapecó 

O Instituto Federal de Santa Catarina (IFSC), é uma instituição de ensino pública e gratuita, que completa 15 anos de atuação em Chapecó. Sendo a primeira instituição federal de ensino do Oeste Catarinense, o local atende 1039 estudantes que vêm de diversas partes do país, para cursar Engenharia de Controle e Automação. 

Além do curso de graduação, a instituição de ensino ainda  oferta dois cursos de pós-graduação lato sensu, a Especialização em Ensino de Língua Inglesa e a Especialização em Teorias e Metodologias da Educação Básica e Profissional. 

Hoje o IFSC também oferta oito cursos técnicos, para pessoas formadas e cursando o Ensino Médio, e para alunos do Proeja. Além destes, o campus também oferece cursos de Formação Inicial e Continuada (FICs), que são de curta duração e voltados para a qualificação profissional rápida.

UDESC

O Centro de Educação Superior do Oeste – CEO, também chamado de UDESC, está em Chapecó desde 2004 e conta com os cursos de graduação em Enfermagem e Zootecnia e Mestrado Profissional em Enfermagem na Atenção Primária à Saúde e Mestrado acadêmico em Zootecnia. 

Com cerca de 130 alunos nos cursos de graduação, 106 no curso de pós-graduação, a instituição de ensino possui como missão “Contribuir para o desenvolvimento humano e sócio-ambiental da região, através da ampliação do acesso à educação superior, da realização de pesquisas e de ações extensionistas com ênfase nas necessidades regionais, e, principalmente, da diminuição do êxodo de talentos profissionais, concorrendo para a elevação da qualidade de vida da população oestina”. 

Passados mais de quinze anos da data de fundação, a UDESC Oeste tem cursos muito bem conceituados pela CAPES, assim como já formou centenas de alunos para o mercado de trabalho, por meio da graduação. 

Uceff

A Uceff chegou em Chapecó no ano de 2009  e contava apenas com quatro cursos de graduação. Com a grande procura por novas formações, a universidade expandiu e hoje conta com dois espaços, um no bairro Santa Maria – que atende aos cursos da saúde e conta com clínica Odontológica, serviço de atendimento jurídico e psicológico – e outro no bairro Palmital – o qual abrange todos os demais cursos da instituição e o Núcleo de Práticas Veterinárias.

Atualmente os campus de Chapecó contam com cerca de 30 cursos de graduação nas modalidades presencial, semipresencial e EAD, além dos cursos de pós-graduação, os quais estão em constante aperfeiçoamento e crescimento de acordo com as demandas do mercado de trabalho. Hoje, são cerca de 2.500 estudantes e 300 colaboradores que contribuem para o crescimento e desenvolvimento da instituição.  

UFFS

A Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS) é uma instituição de ensino superior pública, popular e de qualidade. Criada pela Lei Nº 12.029, de 15 de setembro de 2009, a UFFS abrange o Sudoeste do Paraná, Oeste de Santa Catarina e Noroeste do Rio Grande do Sul e conta com  3551 alunos.

O campus de Chapecó, conta com 13 cursos de graduação, oito especializações, sete mestrados e um doutorado. As graduações oferecidas privilegiam as vocações da economia regional e estão em consonância com a Política Nacional de Formação de Professores do Ministério da Educação (MEC).

Para ingressar na UFFS é preciso realizar o ENEM, pois a Universidade atualmente adota o SiSU como método de acesso à graduação.

Unochapecó 

Foto: Divulgação/UnoChapecó

A Universidade Comunitária da Região de Chapecó é uma instituição comunitária, focada no desenvolvimento regional. Concretizada por meio da Fundação Universitária do Desenvolvimento do Oeste (Fundeste), está há 51 anos na capital do Oeste e atuou na formação de mais de 30 mil pessoas. 

Diariamente a universidade recepciona alunos de toda região Oeste e da região Norte do Rio Grande do Sul, sem contar os mais diversos acadêmicos que escolheram residir no município, para poder estudar e optaram por permanecer aqui após finalizar a graduação. Composta por 40 cursos de graduação, mais de 30 cursos de pós-graduação, sete mestrados e três doutorados, a instituição atende mais de cinco mil alunos. 

Unoesc

O mais jovem campus da Universidade do Oeste de Santa Catarina, teve origem em Chapecó, em 1960, estando ausente desde 2001, retomou os trabalhos acadêmicos em 2009. Com mais de 2.500 alunos, 11 cursos de graduação presenciais, dois cursos de mestrado e doutorado, a instituição também oferece cursos de graduação EAD e pós-graduação nas mais diversas áreas profissionais. 

Com um campus sofisticado, a Unoesc Chapecó, possui dezenas de laboratórios vinculados aos cursos, 54 salas de aula, academia, auditórios, sala de dança, campos de futebol, um ginásio de esportes e ambientes para estudos coletivos e individuais. O campus ainda conta com o espaço Ponto Zero com salas de aulas temáticas e laboratórios makers, onde a inovação e a tecnologia estão inseridas no cotidiano acadêmico.

Publicidade

Notícias relacionadas

SIGA O CLICRDC

123,931FansLike
45,000FollowersFollow
59,022FollowersFollow
6,620SubscribersSubscribe