OUÇA AO VIVO

InícioClicAgroPreços da cenoura, tomate e alface dispararam; Confira novo empréstimo para produtores...

Preços da cenoura, tomate e alface dispararam; Confira novo empréstimo para produtores rurais

ClicAgro - O seu boletim diário com as notícias do campo

A cenoura ficou 178% mais cara. O tomate, 103%. Até o preço da alface disparou, com alta de 45% nos 12 meses até abril. E a saladinha do brasileiro ficou salgada – e pesada para o bolso.

A gasolina foi o item que mais contribuiu, sozinho, para a inflação de abril, segundo dados divulgados nesta quarta-feira (11) pelo IBGE. Mas foram os alimentos que lideraram o ranking das maiores altas em 12 meses.

Legumes, verduras e frutas tiveram altas acentuadas, fazendo o brasileiro deixar cada vez mais dinheiro na feira: a batata inglesa subiu mais de 60%; o melão, 82%; e o brócolis, 35,7%.

- Continua após o anúncio -

Já as carnes bovinas, cujos preços dispararam no ano passado, não aparecem no ranking das maiores altas. Mas o frango em pedaços – uma alternativa mais barata de proteína – aparece na lista, subindo mais de 20%. (Fonte: G1)



Deputados de SC aprovam projeto de lei que permite empréstimo a juros zero para produtores rurais atingidos por pragas

Produtores rurais prejudicados por pragas e doenças que atinjam rebanhos e plantações poderão ter acesso a empréstimo com juros zero. Projeto de lei aprovado na Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) na terça-feira (10) inclui agricultores no programa Recomeça SC, criado pelo Estado para ajudar empresas atingidas por desastres naturais cujas cidades decretaram situação de emergência.

De acordo com o autor da proposta, deputado Milton Hobus (PSD), muitas lavouras do Estado são castigadas por pragas, como é o caso do milho, atingido por uma espécie de cigarrinha em 2021. Para se ter ideia do tamanho do prejuízo, a Associação Brasileira dos Produtores de Milho (Abramilho) estimou redução de 20% na safra passada por conta da praga. Principal alimento usado pelos produtores de proteínas, a falta do grão aumenta os custos e, consequentemente, os preços nos mercados.

As regiões do Oeste, Planalto Norte e Serra são as mais atingidas, mas a praga também impactou outras áreas. Em algumas situações, a infestação pode matar totalmente a planta e causar perdas severas. Por exemplo, em Irineópolis, no Norte, levantamento mostrou que 50% das áreas de milho foram afetadas na safra 2020/2021. No Alto Vale, aproximadamente 5% das lavouras foram contaminadas.

Hobus justifica ainda que o objetivo é adicionar essas infestações no rol de “desastres naturais, catástrofes climáticas e situações correlatas” instituído na lei 18.096, que cria o Recomeça SC. O programa é destinado ao custeio de juros de financiamento para micro e pequenas empresas por meio da Agência de Fomento do Estado de SC (Badesc).

Cotações

Dólar: R$ 5,14

Saca da soja: R$ 184,00

Saca de milho: R$ 82,40

Arroba do boi: R$ 335,00

Litro do leite: R$ 2,01


ClicAgro tem o patrocínio:

Produce – Inovação colaborativa no campo (https://www.produce.agr.br/#/home)

Sicoob Maxicrédito, faça parte! (https://www.sicoob.com.br/web/sicoobmaxicredito)

Publicidade

Notícias relacionadas

SIGA O CLICRDC

123,931FansLike
45,000FollowersFollow
59,139FollowersFollow
6,620SubscribersSubscribe