Tatu ganha 'cadeira de rodas' após perder movimento das patas - ClicRDC | Notícias de Chapecó e do mundo

Tatu ganha ‘cadeira de rodas’ após perder movimento das patas

Foto: Paulo Sena/IEMA

Informações G1

Era para ser apenas por uns dias, mas Bolinha precisava de mais atenção. Doente e paraplégico, o tatu de cinco meses chegou ao Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema) apenas para se recuperar, mas acabou conquistando os veterinários e ganhou até uma “cadeira de rodas” para conquistar mais independência.

Bolinha quase morreu de desnutrição e estava com sérios problemas crônicos. Para entender como o animal chegou a esse ponto é necessário voltar a dezembro de 2018.

Uma pessoa entrou em contato com os profissionais do Centro de Reabilitação e Triagem de Animais Silvestres (Cetras), setor que fica no Iema, dizendo que tinha encontrado um filhote de tatu em uma rodovia.

Segundo o veterinário Luis Felipe Mayorga, o relato causou estranheza, pois o animal era manso, estava fraco, mas não estava ferido. Para a equipe que o atendeu, não se tratava de um animal que estava vivendo livre na natureza e não tinha sido atropelado.

O animal na verdade estava anêmico, desnutrido, com várias doenças e com sinais de maus-tratos. O veterinário que o atendeu constatou que a paraplegia foi consequência de desnutrição e doenças.

“Nossa equipe ficou muito comovida. O animal estava fraquinho, indefeso, magro e se não recebesse os cuidados necessários ele iria morrer logo. Começamos a dar a alimentação adequada e os medicamentos, e a cada semana que passava era uma vitória. Toda semana nós vibrávamos ao ver que ele tinha ganhado mais peso, que estava mais forte”, relembrou Luis Felipe.