Reclamações por vendas on-line aumentam mais de 300% em SC, diz Procon

O órgão teve mais 12 mil reclamações neste ano

IMAGEM ILUSTRATIVA – Foto: Lidiane Pagliosa/ClicRDC

O Procon registrou nos primeiros meses de 2020 um aumento de mais de 300% nos atendimentos relacionados a compras pela internet. Nos cinco primeiros meses de 2019, o Procon havia recebido pouco mais de três mil reclamações. Neste ano, já passam de 12 mil. Para o órgão, isso representa que os estabelecimentos não estavam preparados para a alta demanda de vendas de produtos e serviços online, que surgiu em virtude do isolamento social provocado pela pandemia do novo coronavírus.

“É preciso planejamento antes de sair vendendo sem ter a real capacidade de entrega. Agora, não dá para o consumidor ficar esperando em vão pela boa vontade das empresas se adaptarem a este novo modelo de comércio para só depois realizarem a entrega das mercadorias e serviços. O Procon está aqui para defendê-los deste disparate”, afirmou o diretor do PROCON SC, Tiago Silva.

Além das questões sobre demora ou não entrega do produto, problemas com cobrança e produtos com defeitos, os consumidores reclamaram também de problemas com contrato, pedido ou orçamento, serviço não fornecido, cancelamento da compra e entrega diferente do pedido.

Orientações

No site do Procon, há algumas recomendações aos consumidores sobre comprar pela internet. Uma delas é que o consumidor deve se certificar que o site é seguro e confiável, na hora da compra.

 “De preferência que tenham cadeado no endereço eletrônico da loja. Isso deve ajudar a evitar sites maliciosos que estão tentando obter informações pessoais”, orienta.

Também é importante buscar, no site, informações do fornecedor do produto, como: “nome da empresa, CNPJ/CPF, endereços físicos e eletrônicos, telefone e demais informações que possibilitem seu contato e localização”. Além disso, é importante guardar os registros da compra, como e-mails de confirmação, códigos de localização e de realização da compra.

De preferência, utilize como meio de pagamento o cartão de crédito, pois caso haja algum problema é mais fácil de fazer o estorno”, orienta o órgão.

Em Chapecó, o consumidor pode fazer reclamações no site www.proconchapeco.com.br, na aba “Reclamações Online”.