OUÇA AO VIVO

InícioGERALEvento 'O negócio da Moda' (ONDM) foi sucesso em mais uma edição

Evento ‘O negócio da Moda’ (ONDM) foi sucesso em mais uma edição

A semana foi marcada por muitos negócios e trocas de conhecimento


Foto: Arquivo Pessoal

A sexta edição do evento “O Negócio da Moda” (ONDM) contou com mais de 60 cases de sucesso, distribuídos em dois palcos, abordando três frentes: Business & Marketing, Design & Comportamento e Empreendedorismo & Inovação. Mais de 2.000 pessoas passaram pelo Itapema Beach Resorts by Mobile a fim de viver 3 dias de completa imersão no mundo da moda.

Negócios foram fechados, conexões foram feitas, conhecimentos e experiências foram trocados, o ONDM cumpriu com o seu papel de mostrar o que acontece antes da moda chegar nas passarelas, como as pessoas pensam e como as marcas se posicionam no mercado e de gerar toda essa troca.

O evento contou com diversos expositores, que atendem essa cadeia produtiva, nos seus mais diversos segmentos. Contou também com o projeto Vitrine/SC apoiado em conjunto com o SEBRAE/SC.

- Continua após o anúncio -

Abrindo a semana de ONDM e reunindo grandes empresários, o almoço de negócios, proporcionado pelo próprio evento, gerou um momento de network entre os convidados. Durante o encontro interagiram compartilhando metas, resultados do último ano e projeções para o próximo.

Dando início as palestras, Caio megale, XP Investimentos, apresentou o crescimento do varejo e da produção têxtil do Brasil, fez projeções para o próximo ano que será muito carregado para o Brasil, passaremos por períodos que impactarão a indústria e os negócios a nível nacional, mas afirmou que o nosso país é muito promissor.

O Emotional Telling foi a virada de chave para a marca Lilica Ripilica, impactando expressivamente o posicionamento da grife. A Lilica foi uma das primeiras marcas que teve capa na Vogue Brasil e participando também de 3 desfiles no SPFW, comentou Mario Paravisi.

A inovação foi uma das pautas do talk de Thiago Zeferino, Roberto Vilela e Eduardo Cristian. Em uma conversa descontraída os palestrantes reconheceram que muitas tecnologias vieram a fim de facilitar a vida e gerar maior competitividade na indústria. A dificuldade de mão de obra no setor também foi debatida, todos com a mesma opinião, de que é difícil achar principalmente pelas indústrias não quererem investir nesses profissionais por medo de perdê-los para outras empresas. O país ainda tem muita dificuldade no nível das confecções. Os colaboradores são peças fundamentais dentro das indústrias, precisamos dar maior atenção e capacitação para eles, eles precisam se sentir valorizados, concluem.

Têca Falcão e Erickson Moneiro encerram o primeiro dia de ONDM no deck Tropical compartilhando seus cases de sucesso nas redes sociais. Têca contou suas estratégias durante o BBB na conta da Juliette. Erickson compartilhou todo seu conhecimento em tráfego pago e falou sobre estratégias que dão certo!

E fechando a noite tivemos o tão aguardado debate entre os dois gigantes do varejo Havan e Morena Rosa, Luciano Hang e Marcos Franzato, começou com os dois empresários contando como começaram e os desafios de abrirem suas empresas. Compartilhando dificuldades do início, mas ambos sempre acreditando no nosso país e principalmente nas pessoas. Ambos concordaram dizendo que a força de vontade e a coragem de inovar gera toda diferença no empreendedorismo, e que qualquer pessoa que acredita no seu negócio, que sonha e acima de tudo planeja terá grande sucesso.

No segundo dia, Luiza Loyola era aguardada pelo público e apresentou 5 propulsores que vão impactar a indústria da moda, entre eles, joyful expression, nostalgia, let ‘s party, o boom das atividades ao ar livre, estilo híbrido e inclusão radical.

A Sou de Algodão é um movimento único no Brasil que nasceu em 2016 para despertar uma consciência coletiva em torno da moda e do consumo responsável, afirma Silmara Ferraresi.

Em um talk descontraído, Evelin Wanke, Alexandre Herchcovitch, Leonardo Hallal e Henry Kanji falam que a ressignificação da moda veio para ficar. O consumidor está mais conectado e antenado com a moda e o impacto dela no planeta. O desejo de querer saber onde a peça é feita e com qual tecido, quem produz, são questões relevantes e que têm impactado na decisão de compra.

Pensar no futuro quer dizer agir no presente. Cada dia que passa novas tecnologias surgem no mercado a fim de facilitar ou aprimorar a vida das pessoas, e com o setor têxtil não seria diferente esse foi o debate com Wagner Heckert, Matheus Fagundes, Janete Marquardt de Oliveira e Carolina Pecegueiro.

O último dia de ONDM contou com a presença de Eloi Assis falando das 5 armadilhas que podem limitar o potencial de venda. São eles: Vender online somente no próprio site; vender online em mais de um canal, mas não tratar o cliente de uma forma única. E os 3 não: não investir em marca digital, não se preocupar com a logística e oferecer apenas uma opção de entrega e por fim não investir em fidelização e relacionamento com os clientes.

Andressa Rando Favorito subiu ao palco do ONDM trazendo ao público dicas de como dobrar o faturamento e as vendas sem gastar nada a mais com marketing.

Primo Tacca Neto, Diana Demarchi e Gabriela Domingos debateram e expuseram suas experiências das diversas faces que a moda tem, desde o processo de criação até o lançamento. Quanto mais autêntico, mais real for, melhor será a performance, quando a gente é autêntico temos conexões reais com as pessoas, completaram.

Bruna Olivo, Michele Gevaerd e Sandra Oliskovicz cativaram o público do ONDM com uma palestra fascinante sobre o mundo sem limites do empreendedorismo, só quem é empreendedor sabe o quanto é necessário para uma empresa crescer.

A data do próximo ONDM em Santa Catarina, já está marcada e será nos dias 1, 2 e 3 de novembro de 2022.

Publicidade

Notícias relacionadas

SIGA O CLICRDC

123,931FansLike
45,000FollowersFollow
59,530FollowersFollow
6,620SubscribersSubscribe