Onça-parda adulta é flagrada em área de mata em SC - ClicRDC | Notícias de Chapecó e do mundo

Onça-parda adulta é flagrada em área de mata em SC

Felino ameaçado de extinção foi registrado em Jaraguá do Sul — Foto: Fujama/ Divulgação

Informações G1

Imagens registradas no dia 18 de março e divulgadas nesta segunda (22), mostraram uma onça-parda em Jaraguá do Sul, no Norte catarinense. É a primeira vez que a cena é registrada em quatro anos de monitoramento na cidade, segundo a Fundação Jaraguaense de Meio Ambiente (Fujama).

“Como são regiões muito afastadas, fazemos uma coleta programada. Desta vez, foi uma surpresa em encontrar com o felino, que estava sadio e sozinho. É uma notícia animadora para a preservação da espécie na região”, disse o biólogo da Fujama, Christian Raboch.

No total, são nove armadilhas fotográficas instaladas pela fundação. O sistema fica em áreas prioritárias para a criação de Unidades de Conservação indicadas pelo Plano Municipal de Conservação e Recuperação da Mata Atlântica (PMMA).

“A presença deste tipo de animal demonstra que apesar da área já ter sido utilizada para a produção de cana-de-açúcar e eucalipto, com a revitalização da floresta, possibilitou a presença do puma, que é um indicador de qualidade para a conservação destes fragmentos de floresta da Mata Atlântica”, afirmou o biólogo.

Segundo Raboch, o animal não estava com a coleira de monitoramento colocada em ações desenvolvidas por projetos no estado. As imagens feitas não possibilitaram identificar o sexo do felino.

O animal também é conhecido como puma, suçuarana ou leão-baio, é carnívoro de hábito solitário e territorialista, sendo a maior espécie de felino encontrada em Santa Catarina e a quarta maior do mundo, podendo chegar até 72 quilos e 1,50 metros de comprimento. Na Mata Atlântica, estima-se que exista uma população com menos de mil indivíduos aptos a se reproduzirem, segundo a Fujama.

“Apesar do seu tamanho [onça-parda] e hábito alimentar, ela não oferece risco a população. É importante que as pessoas conheçam a importância deste animal para incentivarmos cada vez mais a preservação, deste felino ameaçado de extinção”, disse Raboch.