Incêndio que levou homem a óbito não foi causado por carregador, aponta perícia

As causas são investigadas pela Polícia Civil

Foto: Reprodução/Corpo de Bombeiros

Uma perícia, realizada pelo Corpo de Bombeiros Militar e Instituto Geral de Perícias (IGP) aponta que a causa do incêndio que causou a morte de Emerson Ribeiro de Paula, de 31 anos, não foi explosão do carregador de celular. O resultado da perícia foi divulgado na manhã de terça-feira (14).

LEIA MAIS: Homem que teve o corpo queimado após explosão de carregador de celular morre no Oeste;

A perícia constatou que no momento do incêndio, nenhum equipamento estava ligado à tomada. Foi apurado também que não houve nenhum dano interno ao carregador ou ao aparelho celular.

De acordo com a perícia, o fogo atingiu apenas a parte externa do carregador. Foto: Divulgação/Corpo de Bombeiros

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a hipótese de explosão de carregador teria sido sugerida pela vítima, quando o incêndio ocorreu, na madrugada do dia 07.

As circunstâncias do incêndio serão avaliadas pela Polícia Civil que, junto ao Laudo emitido pelo IGP, verificará se há possibilidade de ação criminosa.