E.T em Chapecó: relembre relatos antigos - ClicRDC | Notícias de Chapecó e do mundo

E.T em Chapecó: relembre relatos antigos

Apesar da popularidade do assunto e de vários depoimentos de visões, ainda existe muita dúvida da população quanto a existência de extraterrestres. Dados de uma pesquisa feita pelo ClicRDC, mostram que 64% dos entrevistados ainda duvidam e apenas 36% acreditam na existência de E.T.

Há relatos de avistamentos no mundo todo, inclusive no município de Chapecó, no Oeste Catarinense. Na quinta-feira (16/5), uma mulher relatou a nossa reportagem que viu um ser não identificado. Raquel Vieira, que é instrutora de motorista, acredita que era um E.T. O avistamento aconteceu por volta das 21h40, no Loteamento Avenida.

Quatro dias depois, na segunda-feira (20/5), ouvintes da rádio Sonora FM enviaram vídeos para a produção informando terem visto um objeto estranho, pairando no céu de Chapecó.  



Já na manhã de terça-feira (21/5), o jornalista Matheus Graboski, da Sonora FM, registrou uma luz estranha no amanhecer em Chapecó. Ao chegar no trabalho, por volta das 06h30, ele decidiu gravar um story do amanhecer no município. Sem perceber qualquer situação fora do comum, ele publicou o  vídeo em seu perfil no Instagram.



Instantes depois, o radialista recebeu dezenas de mensagens de internautas, que relataram a presença de uma luz duvidosa voando de um lado para outro, captada pelo vídeo.

Caso Tasca


Blog Ivo Luis/Tudo Sobre Xanxerê/Divulgação

Há 35 anos, um relato também ganhou destaque no município. Em 14 de dezembro de 1983, em Chapecó, o corretor de imóveis Antônio Nelso Tasca, na época com 48 anos, afirmou que esteve no interior de uma nave alienígena. Ele relatou a experiência no livro editado pela UFO, “Um Homem Marcado por ETs”.

Tasca contou à revista que conduzia sua Brasília ano 81 em direção a casa onde morava, em Chapecó, por uma rodovia que dá acesso à BR-282, quando se sentiu atraído por uma estrada de terra e obedeceu “a um comando estranho”,  segundo descreveu.

Ainda conforme a UFO, ele conta que parou a alguns metros da rodovia e viu logo adiante algo que, à primeira vista, parecia ser um ônibus de uma viação local. Depois, Tasca notou que o veículo não possuía rodas, estava a um metro do solo e apresentava o formato circular, com cerca de 10 janelas.

Com o intuito de observar melhor o que se tratava aquilo, ele se aproximou do objeto, mas recuou ao sentir ondas de calor que eram emitidas pelo aparelho. Logo, ao voltar ao seu carro, uma luz de um metro de largura o “pegou” pelos pés e o conduziu até a nave. Lá, ele conta que teve contato com pelo menos três seres.

Quando acordou dessa experiência, Tasca estava deitado na grama, próximo a BR- 282, a 5 km de onde foi sequestrado e 13 km de onde morava. Ele recebeu atendimento no antigo Hospital Santo Antônio, em Chapecó, mas somente em casa percebeu um ferimento que parecia ter sido feito com ferro em brasa. A marca demonstrava a letra W.

Tasca foi entrevistado inúmeras vezes por jornais, emissoras de rádio e também investigado por pesquisadores e ufólogos. Ele sofreu um acidente e faleceu aos 76 anos, em janeiro de 2008, na cidade de Passo Fundo/RS.



Outro relato

Em 1978, um empresário de Chapecó também relatou que viu uma nave no acesso ao município pela BR-282. O homem, que prefere não se identificar, disse que estava com amigos e voltava de uma boate em Xaxim, quando foram perseguidos pelo objeto com uma forte luz.

Após algum tempo, o objeto seguiu em direção ao Centro, onde outras pessoas, segundo ele, teriam visto. O empresário recorda que houve registros em outros municípios da região.

E aí, você acredita?