ALERTA: Cinco afogamentos são registrados em 12 dias no Oeste

Corpo de Bombeiros recomenda ações preventivas para aproveitar o verão sem correr riscos


Durante o primeiro final de semana do ano,  três casos de afogamento foram registrados no Oeste Catarinense. Na primeira ocorrência, uma criança, de oito anos, morreu afogada no município de São Carlos (SC), na tarde de sábado, enquanto brincava às margens Rio Chapecó. Ainda no sábado, em Palmitos (SC), um homem foi encontrado afogado a aproximadamente 300 metros da margem do Rio Uruguai. Já no domingo, um homem desapareceu nas águas do Rio Uruguai. O Corpo de Bombeiros continua em buscas pelo corpo.

Ao todo, cinco casos foram registrados nos últimos 12 dias. No domingo passado (29), o corpo de um homem desaparecido foi encontrado no Rio Uruguai. No mesmo dia, um homem morreu afogado no município de Itá.De acordo com o Tenente Tiago Lucian de Oliveira, do Corpo de Bombeiros, o aumento dos casos é atípico e exige cuidados.

“É muito importante que as pessoas tenham atenção redobrada antes de ir à água”, afirma. Ele orienta que coletes salva-vidas ou boias devem ser usados em todos os momentos, principalmente por banhistas que não sabem nadar. Evitar mergulhos de cabeça, próximo a pedras ou situações que podem causar um trauma devem cuidados constantes de quem vai para os rios e piscinas. Ainda de acordo com ele, crianças nunca devem ser deixadas sozinhas.

“Água no umbigo, sinal de perigo”

O Tenente recomenda que os banhistas recuem assim que a água chegar ao umbigo. “Quando esse limite é ultrapassado, a pessoa fica instável na água. Para ter controle e equilíbrio, mesmo para pessoas com experiência em nado, é importante fazer esse controle”, recomenda. 

Durante o verão, bombeiros guarda-vidas realizam ações preventivas em Goio-En e e Itá. O tenente afirma que é importante priorizar estes espaços na hora de escolher um local para aproveitar o verão. “Balneários de piscinas também são obrigados a manter um guarda-vidas em exercício caso ocorra alguma emergência. Locais impróprios para banho devem ser evitados”, diz o Tenente.

Qualquer emergência, ligue para o 193

O Tenente orienta, ainda, que qualquer situação que fuja da normalidade deve ser comunicada imediatamente aos bombeiros, através do telefone 193. Para isso, é importante garantir que um celular esteja carregado e com sinal. De acordo com ele, os banhistas devem saber orientar suas localizações para que a guarnição consiga encontrar o espaço com facilidade em casos de emergência.