6ª noite de ataques no Ceará tem explosão em ponte e ônibus incendiados - ClicRDC | Notícias de Chapecó e do mundo

6ª noite de ataques no Ceará tem explosão em ponte e ônibus incendiados

Desde quarta-feira (2), ocorreram 159 ataques no estado e 168 pessoas foram detidas. Na segunda-feira (7), o governo do Ceará anunciou o reforço de mais 200 agentes da Força Nacional; 106 policiais desse efetivo extra já chegaram ao estado

Loja de revenda de motocicletas foi atacada na madrugada desta segunda-feira, no bairro Couto Fernandes, em Fortaleza — Foto: José Cruz

Informações G1

Ataques criminosos continuaram pela sexta noite seguida no Ceará. Ônibus foram incendiados na capital e nos municípios de Aracati e Maranguape, na Grande Fortaleza, na noite desta segunda-feira (7). O carro de uma autoescola também foi queimado e um homem ficou ferido. Na madrugada desta terça-feira (8), foi registrada uma explosão em uma ponte no município de Caucaia.

Desde quarta-feira (2), ocorreram 159 ações contra coletivos, prédios públicos, comércios e agências bancárias. A Força Nacional foi chamada para reforçar a segurança e enviou, inicialmente, 300 agentes. Nesta segunda-feira, o governo anunciou que outros 200 policiais da Força Nacional seriam enviados para o estado devido à continuação dos ataques. Pelo menos 106 agentes desse efetivo extra já chegaram ao Ceará para atuar nas ruas.

O governador Camilo Santana informou nesta terça-feira que a polícia capturou 168 pessoas envolvidas nos crimes. Vinte prisões ocorreram nas últimas horas, segundo o governador. “Outras [pessoas] estão em investigação e poderão ser presas a qualquer momento”, disse.

De acordo com uma fonte do Serviço de Inteligência da Secretaria da Segurança, membros de duas facções rivais fizeram um “pacto de união”, com o objetivo de “concentrar as forças contra o Estado”. Em pichações em prédios públicos de Fortaleza, criminosos escreveram que “não vão parar até o secretário sair”. “Fora Mauro Albuquerque”, diz a mensagem.

Criminosos tentaram explodir uma ponte na cidade de Caucaia durante a madrugada desta terça-feira — Foto: Kilvia Muniz/Sistema Verdes Mares