Proprietário de fruteira é baleado durante tentativa de assalto, em Chapecó - ClicRDC | Notícias de Chapecó e do mundo

Proprietário de fruteira é baleado durante tentativa de assalto, em Chapecó

O homem foi socorrido pelos Bombeiros e passa bem.

Atualizada: às 10h24min de 27/09/2017

Foto: Willian Ricardo/ClicRDC


Uma tentativa de latrocínio foi registrada por volta das 20h39min desta terça-feira (26), na rua rua Mônaco, Passo dos Fortes, em Chapecó.

De acordo com a Polícia Militar (PM), testemunhas relataram que, após o dia de trabalho estavam em sua residência, que fica aos fundos da fruteira, quando dois homens apareceram e um deles portando uma arma de fogo tipo revólver grande de cor preta, e anunciaram o roubo.

Ao ver a situação, a vítima de 57 anos acabou reagindo e partindo para cima do autor armado. O autor acabou disparando uma vez em direção da vítima, que acabou sendo atingido pelo disparo na região abdômen, lado esquerdo. Após o disparo, os autores fugiram sem levar nada.

Os familiares deslocaram ao SAMU, que fica ao lado da residência, e solicitaram apoio. O Corpo de Bombeiros também prestou atendimento à vítima. Ele foi conduzido estável até o Pronto Socorro do Hospital Regional do Oeste (HRO). Por volta das 21h40 o homem se encontrava no bloco cirúrgico do hospital.

OS AUTORES

Segundo relatos os autores teriam corrido em direção ao bairro Passo dos Fortes. Diversas viaturas da Polícia Militar realizaram buscas. Um suspeito de 18 anos de idade, que possuía as características de um dos autores, que seria estatura alta, cerca de 1,80m, rosto fino, magro, pele moreno claro, vestido com calção claro e blusa de moletom com capuz e ambos de chinelos de dedo. No local da abordagem o abordado chegou a ser reconhecido como um dos autores, sendo detido.

O cidadão, identificado como um homem de 18 anos, foi levado à Delegacia para os procedimentos cabíveis, dentre esses, novo procedimento de reconhecimento, formal, onde a vítima não confirmou o reconhecimento, sendo o caso registrado e o detido ouvido e liberado.

Diversas buscas e abordagens foram realizadas na região logo após o fato, porém, os autores não foram localizados. O Instituto Geral de Perícias (IGP) realizou perícia no local dos fatos e a Polícia Civil agora investiga o caso.