Polícia Civil prende homem suspeito de diversos furtos em Chapecó - ClicRDC | Notícias de Chapecó e região

Polícia Civil prende homem suspeito de diversos furtos em Chapecó

Segunda a Polícia, suspeito tinha mais de 50 boletins de ocorrência registrado contra si

A Delegacia de Repressão a Roubos e Furtos de Chapecó (DRF) prendeu preventivamente, no final da tarde desta quarta-feira (15), um homem de 29 anos, responsável por inúmeros crimes de furto qualificado, em Chapecó.

No dia 28 de março de 2019, o homem arrombou a porta frontal da residência de uma vítima e roubou diversos objetos, entre eles, um aparelho televisor, joias e relógios. Após a ação o suspeito fugiu.  A vítima relatou à Delegacia De Polícia Civil Judiciária E Investigativa e registrou o Boletim de Ocorrência.

Os policiais fizeram diligências para identificar, qualificar e localizar o suspeito. Os agentes tiveram êxito na investigação. Eles elaboraram um relatório de investigação. A autoridade policial representou pela prisão preventiva do suspeito. Ele tem um histórico criminal vasto, com mais de 50 boletins de ocorrência registrado contra sim, decorrentes da prática de crimes da mesma natureza.

Deferida a decisão judicial de restrição da liberdade, a autoridade policial, acompanhada de agentes de Polícia Civil deslocou-se até o local, onde o suspeito se encontrava, na residência de sua mãe. Com a prisão, ele foi conduzido para a Delegacia Especializada.

Finalizado os procedimentos legais, com a realização do boletim de ocorrência de cumprimento de prisão preventiva, bem como o encaminhamento dos ofícios ao Ministério Público e ao Poder Judiciário, o delegado de Polícia Civil indiciou o homem por um dos diversos crimes de furto qualificado. Ele foi encaminhado ao sistema prisional, local que ficará à disposição da justiça.

A Polícia Civil Judiciaria E Investigativa salienta que por meio da Delegacia de Repressão a Roubos e Furtos de Chapecó efetuou inúmeras prisões de investigados por crimes de furto, roubos, tentativa de latrocínio e receptação ocorridas em Chapecó.


Foto: Polícia Civil