Polícia Civil prende em flagrante mulher que agredia a filha em Chapecó

Criança de três anos era agredida pela mãe. Mulher foi indiciada pelo crime de tortura

No fim da tarde da última quarta-feira (7), a Polícia Civil, por meio da Delegacia de Proteção à Criança, Adolescente, Mulher e Idoso (DPCAMI) de Chapecó, prendeu em flagrante, uma mulher de 34 anos por tortura.

A partir de uma denúncia, o conselho tutelar constatou que uma criança de três anos apresentava sinais de agressões recentes e antigas. As conselheiras comunicaram o caso a DPCAMI.

Os policiais notaram que as marcas de agressão na criança eram sérias e a encaminharam para atendimento psicológico e exame pericial.

Após o atendimento, a autoridade policial verificou que a ocorrência das agressões eram frequentes e que algumas das lesões haviam sido provocadas pouco antes.

Diante da situação, os policiais saíram para localizar a agressora, que foi encontrada na sede do Conselho Tutelar e deram voz de prisão a ela.

Nesta sexta-feira (9) o Poder Judiciário informou que, após a prisão, o delegado de plantão encaminhou a mulher para a 2ª Vara Criminal da comarca de Chapecó. Em audiência de custódia, realizada ainda na tarde de quinta-feira, a prisão em flagrante foi convertida em prisão preventiva, por prazo indeterminado. Ela foi levada ao presídio feminino local onde aguarda pelos procedimentos legais que, a partir de agora, ficam sob responsabilidade do Ministério Público.

A criança e os dois irmãos ainda estão com o Conselho Tutelar, onde aguardam pelos encaminhamentos do Ministério Público ou da Vara da Infância.

Foto: Polícia Civil