Médicos usam música para ajudar na recuperação de pacientes no Oeste - ClicRDC | Notícias de Chapecó e do mundo

Médicos usam música para ajudar na recuperação de pacientes no Oeste

O que é mais perceptível é a redução dos batimentos cardíacos

Informações G1

Em Xanxerê, no Oeste de Santa Catarina, médicos estão testando a música como aliada na recuperação dos pacientes. E os resultados têm sido positivos. As canções são escolhidas conforme o gosto de cada um e as sessões duram meia hora, duas vezes ao dia, para quem está em condições. O que é mais perceptível é a redução dos batimentos cardíacos.

“Nós conseguimos perceber os efeitos de forma clara. Os pacientes ficam mais calmos. O paciente está às vezes com a face contraída, ele está exteriorizando o estresse, toda a situação que ele está vivenciando. E quando começa a sessão de música, ele relaxa, né”, disse Jener Ferreira Bueno, coordenador de UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

Jener e a psicóloga Eliandra Solivo participaram do grupo que implantou o projeto no hospital. São sete aparelhos de MP3 que ajudam os pacientes a relaxarem. Além dos fones, tem música ambiente em alguns momentos para os mais de 30 trabalhadores da UTI.

“E quando a gente vai falar com eles sobre a sessão de música, a gente pergunta se ele quer receber a sessão, qual música gosta de ouvir, qual é a rotina de vida dele. Enfim, ali a gente se aproxima do paciente”, disse Eliandra.

A agricultora Ingrid Specht é uma das pacientes que testou e aprovou a novidade. Ela fez uma cirurgia para colocar uma ponte de safena no coração e precisou ficar na UTI, mas poucas horas depois já estava animada. Os “remédios” que a ajudaram foram um parelho de MP3 e um fone de ouvido.

“É muito bom escutar música. Eu gosto de tudo. Mas o que mais me chama a atenção é Amado Batista”, disse Ingrid.