Campanha de vacinação da influenza já atinge 54% do público alvo em Chapecó - ClicRDC | Notícias de Chapecó e do mundo

Campanha de vacinação da influenza já atinge 54% do público alvo em Chapecó

A intenção é atingir 90% até o dia 26 de maio, quando a campanha encerra. 

Em Chapecó há dois casos confirmados: um Influenza A e um de Influenza B. (PMC)


Chapecó já vacinou 54% do público alvo: os idosos, gestantes, mulheres até 45 dias após o parto, crianças de 06 meses a menores de 05 anos, profissionais de saúde, adolescentes e jovens entre 12 e 21 anos sob medida socioeducativa, portadoras de doenças crônicas não transmissíveis, população indígena, funcionários do sistema prisional e professores das escolas públicas e privadas.

O público alvo total em Chapecó totaliza 60 mil pessoas e a meta é de que até o final da campanha, 90% seja vacinado.


São sintomas da influenza:
No geral os sintomas são os mesmos da gripe convencional, porém, mais intensos. Em caso de dúvidas procurar a unidade de saúde mais próxima.

 

 Orientações para  a vacinação:

  • Levar a carteira profissional ou crachá que comprove que o profissional trabalha na área de saúde;
  • Portar documento de identificação;
  • Apresentar o Cartão Nacional do SUS, ou algum documento que contenha o seu número;
  • Caso não possua o Cartão Nacional do SUS, dirigir-se ao balcão do Centro de Saúde da Família para providenciar;
  • Apresentar prescrição médica (doentes crônicos não cadastrados em nenhum programa de controle de doenças crônicas do Centro de Saúde da Família).

De acordo com a enfermeira e coordenadora da Vigilância Epidemiológica de Chapecó, Karina Giachini, a vacina é oferecida nos 26 Centros de Saúde da Família, para registrar as doses no Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização. Outro objetivo, segunda Karina, é atualizar o esquema vacinal. “Além da vacina da Influenza, será intensificada a vacina contra o tétano. Todo calendário vacinal poderá ser atualizado”, comentou. Importante, segundo ela, levar até o posto de saúde, a carteira de vacina, para verificar a situação vacinal e colocar todo o esquema vacinal em dia. Karina destaca que quem não tiver ou perdeu a carteira de vacina, também deve procurar o posto de saúde. É importante também levar o Cartão Nacional do SUS. “Quem não tem, deve levar o comprovante de residência que o cartão é feito na hora”, explicou Karina.

Gripe em Chapecó

Confirmados: 02 casos – 01 Influenza A e 01 Influenza B.

Os casos são de uma mulher de 55 anos do Presidente Médici e outro de uma criança de 06 anos do Cristo Rei.

Negativos: 12 casos

Aguardando: 02 casos