Investigação sobre palestras de Lula é enviada à procuradoria do Ministério Público do Paraná - ClicRDC | Notícias de Chapecó e do mundo

Investigação sobre palestras de Lula é enviada à procuradoria do Ministério Público do Paraná

A LILS movimentou entre 2011 e 2015 um total de R$ 52,3 milhões que foram  pagos por palestras  feitas ao redor do mundo. 

Foto: Paulo Whitaker/Reprodução. 


A Polícia Federal (PF) encaminhou inquérito a força-tarefa do Ministério Público Federal, sobre a suposta lavagem de dinheiro realizada pelo ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva na empresa de palestras na qual é dono, a LILS Palestras.  A investigação apura o recebimento de R$ 9 milhões direcionados a empreiteiras ligadas a Petrobras, em troca de pagamento de propina a políticos e funcionários da estatal.

A apuração aponta que os pagamentos foram efetuados nas palestras realizadas pelo por Lula no Brasil, África, Américas Central e Latina. Em nota, o Instituto Lula negou as irregularidades e salientou que todas as palestras do ex-presidente foram feitas e pagas com as devidas emissões de notas e pagamento de impostos. 

A denuncia contra Lula será transformada em processo criminal pela Lava Jato em Curitiba, juntamente com as demais acusações que já estão em tramitação. O ex-presidente já é réu em dois processos abertos pelo Juiz Federal Sérgio Moro. 

LILS Palestras, Eventos e Publicações Ltda:

A empresa foi criada para que o ex-presidente pudesse dar palestras, a LILS movimentou entre 2011 e 2015 um total de R$ 52,3 milhões. Foram R$ 27 milhões recebidos, a maior parte de empreiteiras e grandes empresas, e R$ 25,2 milhões em débitos.