Funaro fecha acordo de delação premiada com MPF - ClicRDC | Notícias de Chapecó e do mundo

Funaro fecha acordo de delação premiada com MPF

.

Doleiro agia como operador do PMDB e era ligado ao deputado cassado Eduardo Cunha

Crédito: Reprodução Globo.com


Nesta terça-feira (22) o corretor de valores Lúcio Bolonha Funaro, preso em Brasília, assinou acordo de colaboração premiada com a PGR (Procuradoria-Geral da República) que estava em negociação havia cerca de três meses. 

Segundo pessoas envolvidas nas tratativas, Funaro, que foi transferido da penitenciária da Papuda para a carceragem da Polícia Federal nesta segunda (21), já deve começar a prestar os depoimentos. Para agilizar as oitivas, ele deve continuar sob custódia na sede da PF.

Conforme informações da Folha de São Paulo, Funaro, operador do PMDB ligado ao ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), se comprometeu a mostrar aos procuradores o caminho do dinheiro para o partido.

O foco central da delação é o grupo político conhecido como “PMDB da Câmara”, do qual faz parte Cunha, que está preso no Paraná. Funaro terá de entregar contas usadas para receber propina e extratos de movimentações financeiras.

A expectativa é que a PGR use partes da delação de Funaro nas investigações sobre o presidente Michel Temer, que devem gerar nova denúncia ao STF. O operador é figura central na delação de executivos da J&F, controladora da JBS, que atingiu o governo federal em maio, quando veio a público.

Comentários do Facebook