Indonésia retoma buscas por desaparecidos após tsunami - ClicRDC | Notícias de Chapecó e região

Indonésia retoma buscas por desaparecidos após tsunami

Ondas gigantes ainda deixaram 429 mortos e mais de 1.500 feridos. Chuva complica trabalhos de resgate em meio aos destroços

Informações G1

O governo da Indonésia retomou nesta quarta-feira (26) os trabalhos de busca das 154 pessoas desaparecidas após o tsunami que atingiu no sábado (22) as ilhas de Java e Sumatra. O último balanço oficial indica que 429 pessoas morreram, mais de 1,4 mil ficaram feridas e mais de 16 mil estão desalojadas.

A chuva voltou a complicar a missão das equipes de resgate no quarto dia de busca por sobreviventes entre os destroços de edifícios que desabaram, carros que foram arrastados e barcos que encalharam. Cães farejadores reforçam as equipes de emergência.

As equipes de resgate tentam chegar aos vilarejos mais isolados e auxiliar centenas moradores bloqueados nas pequenas ilhas do estreito de Sunda. As autoridades pretendem resgatá-los de helicóptero ou barco.

Milhares de desabrigados permanecem em refúgios ou hospitais. Os trabalhadores humanitários advertiram que os recursos de água potável e medicamentos são insuficientes, o que gerou um alerta para uma possível crise sanitária.

Na tarde desta terça-feira (25), centenas de pessoas buscaram pontos mais altos do distrito de Sumur, na ilha de Java, depois de ouvir uma nova explosão no Anak Krakatau. No entanto, a erupção não provocou grandes consequências.

A Agência Nacional de Gestão de Desastres da Indonésia afirmou que o sistema de alerta de tsunamis provocado por vulcão não funciona desde 2012. As boias instaladas para detectar uma repentina alta da maré foram alvo de vandalismo. As autoridades também não têm os recursos necessários para fazer a manutenção do sistema.