Carta em que Einstein duvida da existência de Deus é leiloada por US$ 2,89 milhões nos EUA

Datada de 1954 e endereçada ao filósofo judeu alemão Eric Gutkind, Einstein refuta quaisquer crenças religiosas


(Foto: Reuters)


Informações G1


Uma carta manuscrita de Albert Einstein, na qual o físico questiona a existência de Deus, foi vendida em Nova York, em um leilão organizado pela Christie’s, na noite de terça-feira (4) por US$ 2,89 milhões (cerca de R$ 11.169.850,00).

Na carta, datada de 1954 e endereçada ao filósofo judeu alemão Eric Gutkind, Einstein refuta quaisquer crenças religiosas. Segundo a Christie’s, antes de ser leiloada na terça-feira, o documento já havia sido oferecido em leilão em 2008 e comprada por um colecionador por US$ 404 mil.

“A palavra Deus não é nada para mim, mas a expressão e o produto da fraqueza humana, a Bíblia é uma coleção de lendas veneráveis, mas ainda muito primitivas”, escreve o físico alemão um ano antes de sua morte, em abril de 1955.

“Nenhuma interpretação, por mais sutil que seja, pode (para mim) mudar isso”, acrescenta no documento de uma página e meia escrito em alemão.

Esse é um novo recorde para uma carta do vencedor do Prêmio Nobel de Física de 1921. O preço também é consideravelmente superior ao estimado para o documento, entre US$ 1 milhão e US$ 1,5 milhão.

Em março de 2002, uma carta de Einstein dirigida em 1939 a Franklin D. Roosevelt, então presidente dos Estados Unidos, alertando sobre projetos atômicos alemães, foi comprada por US$ 2,1 milhões.