Renato, ex-Avaí, é apresentado na Chape - ClicRDC | Notícias de Chapecó e do mundo

Renato, ex-Avaí, é apresentado na Chape

Meia-atacante de 28 anos assinou contrato com o Verdão por duas temporadas

Renato chega para reforçar o ataque da Chape (Márcio Cunha)

O polivalente Renato foi apresentado oficialmente nesta terça-feira (08). O jogador, que pode atuar como lateral-direito, meia e atacante, estava no Avaí. Pela equipe da capital, jogou 35 partidas em 2018, marcando 12 gols. Em coletiva de imprensa, o atleta comentou sobre a vinda para Chapecó e as expectativas para a temporada. Confira os principais tópicos da entrevista.

Polivalência

“Prefiro atuar na parte da frente. Atuei bastante nessa posição com o Claudinei, mas também já ajudei bastante no meio, de volante, e acho que onde ele precisar tenho que estar preparado para ajudar da melhor forma possível. Tenho característica de voltar e buscar jogo. Consigo encarar meus adversários de frente e isso é melhor pra mim”.

Negociação

“Durante a Série B, eu tive a oportunidade de assinar pré-contrato com outros clubes, mas, por respeito ao clube em que eu estava atuando, o Avaí, optei por dar prioridade a eles. Só que no decorrer das férias não houve acordo e dei prioridade a jogar fora. Acho que não só eu, mas todos os jogadores tem esse sonho de jogar fora do país. O Claudinei me ligou, falou do interesse da Chape e eu falei a ele o que estava acontecendo, das especulações de fora, que pra mim seria bom. Ele pediu o nome do meu agente e eu dei. Fiquei surpreso com o interesse da Chapecoense e feliz também. Acabamos acertando aqui por conta da minha família, tenho filha pequena, então achamos melhor vir pra cá. Essa decisão pra mim foi fundamental”.

Adaptação

“Acertei na escolha. A cidade é muito boa, fui muito bem acolhido aqui. Fico feliz com a recepção de meus companheiros, vi que realmente aqui é uma família, a Chapecoense é uma família, então to muito feliz. Espero dar o meu melhor e ajudar a Chapecoense da melhor maneira possível. Não só no Avaí, mas em outros clubes tinha informações boas da Chape. Já trabalhei com jogadores que hoje estão no clube em outros times e acho que isso também foi fundamental para a minha escolha”.

Avaí em 2018

“Sem dúvida foi uma das minhas melhores temporadas. Fui feliz em mais uma vez ter conseguido junto aos meus companheiros o objetivo do clube, que era o acesso. Agora o Avaí já passou, tenho meus objetivos pessoais, e junto com o grupo, agora na Chapecoense, espero da melhor maneira possível conseguir esses objetivos e dar seguimento aqui na Chape”.

*Informações de Gabriela De Toni.