Na estreia da Sul-Americana, Verdão não sai do zero e deixa a decisão da vaga para Chapecó - ClicRDC | Notícias de Chapecó e do mundo

Na estreia da Sul-Americana, Verdão não sai do zero e deixa a decisão da vaga para Chapecó

Em um jogo bem equilibrado, Unión La Calera e Chapecoense não saíram do zero a zero e decidem quem passa para a próxima fase, no dia 19, na Arena Condá, em Chapecó

Nesta terça-feira (5), a Chapecoense fez sua estreia na Copa Sul-Americana 2019. O jogo foi contra a equipe chilena do Unión La Calera, na casa do adversário. Em um jogo equilibrado, os dois clubes não tiraram o zero do placar e deixaram a decisão para a Arena Condá.

O Unión La Calera começou com vontade de vencer o jogo. Embalado pela torcida e por ser sua primeira competição internacional, o time chileno iniciou uma primeira pressão no Verdão. A equipe brasileira ficou acuada e o Unión aproveitou. Aos 4’, depois de um cruzamento da direita, Douglas furou, o atacante do time chileno, Larrondo brigou pela bola, na sobra Leiva chutou rasteiro e João Ricardo fez grande defesa.

O time chileno dominava as ações no meio campo. Com maior posse de bola, o Unión tentava criar chances reais de gol. O Verdão conseguia se defender sem sofrer maiores sustos. Até os 20’, o time chileno dominava o meio, mas não criava. A Chape começava a igualar na posse de bola e conseguia alguns avanços no ataque.

O time chileno não conseguiu continuar a pressão que exercia nos primeiros 20 minutos de jogo. O Verdão melhorava e começava o seu domínio no meio campo. Aos 27’, Bruno Pacheco roubou a bola no ataque, ela ficou com Wellington Paulista que cruzou rasteiro, com força, Renato apareceu no segundo pau, de carrinho e desviou, a bola bateu na trave e foi para fora.

Depois de igualar as forças, a Chape começou a jogar melhor que a equipe chilena. Os três volantes colocados pelo técnico Claudinei Oliveira fizeram efeito na defesa e deixaram os homens do ataque mais livres para buscar as jogadas. Aos 31’, o Verdão pressionava e Marcos Vinicius cruzou da direita, a bola ficou no pé de Diego Torres, mas o meia chutou para fora.

Após a pressão inicial do time chileno, o Verdão conseguiu igualar a partida e criar chances reais de gol. Apesar de estar melhor no fim do primeiro tempo, a Chape não conseguiu tirar o zero do placar e a primeira etapa terminou empatada.

Foto: Mateus Montemezzo

 A partida no segundo tempo era concentrada no meio campo. O Unión não conseguiu mais fazer a pressão do início do jogo e a Chape pouco criava para tirar o zero do placar. Por ser o mandante, o Unión era quem tentava mais no segundo tempo. O Verdão deixava o jogo “morno” para decidir a vaga na Arena Condá.

A primeira chance real do segundo tempo foi aos 23’. Depois de um cruzamento da direita, Walter Bou apareceu livre no meio da área e cabeceou para fora. Depois dessa chance perdida, o time chileno melhorou e começou a pressionar a zaga da Chape. Logo aos 25’, depois de falha de Márcio Araújo, o Unión cruzou pela direita e Larrondo cabeceou para fora. O time chileno não saia mais do campo de ataque, o Verdão tentava ganhar tempo e diminuir a pressão do Unión.

O jogo se arrastava para o fim sem muitas chances para ambas as equipes. O técnico Claudinei Oliveira tentava com suas mudanças dar um novo animo ao ataque da Chape, mas as marcações sempre saiam vencedoras nos duelos. Como joga o segundo jogo em casa, o Verdão amarrou a partida para decidir em seu gramado.Fim de jogo, Unión La Calera zero, Chapecoense também zero.  

Com o empate, a decisão de quem passa fica para a Arena Condá, no dia 19, também as 21h30. O Verdão volta ao campo no sábado (9), aonde vai até Brusque jogar contra os donos da casa pelo Campeonato Catarinense 2019.

Ficha Técnica

Unión La Calera X Chapecoense

Local: Estádio Nicolás Chahuán, La Calera (Chile)
Data: 05 de fevereiro de 2019, Terça-feira
Horário: 21h30 horas (horário de Brasília)
Árbitro: Gustavo Tejera (Uruguai)
Assistente 1: Nicolas Taran (Uruguai)
Assistente 2: Marin Soppi (Uruguai)

Unió La Calera: Batalla; Navarrete, Vilches, Alvarado e Figueroa; Laba (Leyton), Andia, Zuñiga (Walter Bou) e Juan Leiva (Lobos); Larrondo e Isnaldo. Técnico: Franscisco Meneghini  

Chapecoense:  João Ricardo; Marcos Vinicius, Rafael Pereira, Douglas e Bruno Pacheco; Elicarlos, Márcio Araújo, Diego Torres (Everaldo) e Augusto César (Yann Rolim); Renato (Lourency) e Welligton Paulista. Técnico: Claudinei Oliveira

Cartão Amarelo: Diego Torres (CHA), Andia (UNI)