Justiça barra exibição do documentário "O milagre de Chapecó" - ClicRDC | Notícias de Chapecó e do mundo

Justiça barra exibição do documentário “O milagre de Chapecó”

Responsáveis pelo documentário têm até 48 horas para tirar trailer da internet e das salas de cinema, sob risco de multa de até R$ 500 mil.

Uma tutela de urgência, emitida na manhã de hoje pela 3ª Vara Cível de Chapecó, barrou a exibição do documentário “O Milagre de Chapecó”, produzido pelo cineasta Luiz Ara. 

A Associação Chapecoense de Futebol havia entrado com pedido para suspender a divulgação do filme na sexta-feira (13) passada, alegando que “a prévia veiculada teria focalizado, de forma sensacionalista, o acidente aéreo, desvirtuando o intuito objetivado (…) da celebração da contratação”.

Conforme a Justiça, a empresa responsável pela veiculação do trailer terá que retirar da internet e das salas de cinema, além de suspender a estreia da exibição, marcado para o dia 30 de novembro, por tempo indeterminado.

Caso a medida não seja tomada, a multa varia entre R$ 50 mil ao dia, limitado a R$ 500 mil. O tempo para encerrar qualquer tipo de divulgação do documentário é de 48 horas. 

Entenda

O Clube entrou com ação na Justiça após uma das viúvas ter levado os filhos para o cinema no Dia das Crianças. Antes do início do filme infantil, foi reproduzido o trailer do documentário “O milagre de Chapecó”, que aborda a Chapecoense e o acidente aéreo ocorrido no dia 29 de novembro.

Leia mais: Após reclamação de familiares, Chape entra com ação para barrar documentário

Após o constrangimento, os familiares entraram em contato com o Clube. No documentário, dirigentes e funcionários falam sobre o processo de reconstrução da Chapecoense. Há também depoimentos de jornalistas e sobreviventes.


Cartaz do documentário sobre a tragédia e reconstrução da Chapecoense (Arcoplex Divulgação)

Comentários do Facebook