Douglas: "temos muito para evoluir" - ClicRDC | Notícias de Chapecó e região

Douglas: “temos muito para evoluir”

Zagueiro da Chape projeta o confronto diante do São José, na próxima semana, pela Copa do Brasil

Douglas, zagueiro da Chapecoense (Mateus Montemezzo)

A delegação da Chape retornou ontem à tarde de viagem e hoje já iniciou o processo de recuperação física, de olho no Catarinense. O próximo adversário é o Brusque, no sábado (09), fora de casa, às 19h. Porém, a prioridade da comissão técnica é o São José, adversário da Copa do Brasil na quarta-feira, dia 13.

Apesar da invencibilidade em 2019, o capitão Douglas acredita que a Chape não atingiu a preparação ideal até o momento. “Apesar de estarmos de bem no Catarinense e empatarmos no Chile, temos muito para evoluir. E acredito que vamos evoluir em todos os aspectos, tanto físico como técnico. Mas passar um valor de porcentagem de quanto temos que melhorar, é difícil”, avaliou o defensor.

Em sete jogos na temporada, o Verdão empatou três (Metropolitano, Tubarão e Unión La Calera) e ganhou os outros quatro (Marcílio Dias, Criciúma, Joinville e Hercílio Luz). A partir da semana que vem, a Chape inicia a disputa da Copa do Brasil. Nesta primeira fase, um jogo único, fora de Chapecó, decide a classificação para a 2ª fase.

“Não tem moleza. Temos que tentar se adaptar o mais rápido difícil às diferentes competições que estamos disputando. Cada competição tem uma forma de jogar. Pra nós é complicado, por que em um curto período você tem que mudar muito rápido o foco de cada partida. E a cobrança é natural. Nosso torcedor e a diretoria quer que possamos classificar, passar de fase”, avaliou Douglas.

Preparação

Os 11 titulares serão definidos nos próximos dois treinamentos. Hoje, a atividade está marcada para as 16h30, no CT da Água Amarela, com a presença dos jogadores que iniciaram o jogo como reserva diante do Unión La Calera e com aqueles que não foi relacionados para a viagem. Pela manhã, quem enfrentou o time chileno por mais de 45 minutos foi até a Arena Condá participar de um trabalho regenerativo.

*Reportagem de Mateus Montemezzo.