Conheça o Defensa y Justicia, adversário da Chape na Sul-Americana

Clube argentino eliminou o São Paulo na primeira fase e vive o “melhor momento de sua história”

Time argentino eliminou o São Paulo após empate em 1 a 1 no Morumbi (Djalma Vassão/Gazeta Press)

Na última quarta-feira (14), a Conmebol sorteou os confrontos da segunda fase da Copa Sul-Americana. A Chapecoense, que terminou a Libertadores na terceira colocação do grupo 07, vai enfrentar o Defensa y Justicia, Clube argentino da cidade de Florencio Varela, Província de Buenos Aires, na segunda fase. 

Fundado em 20 de março de 1935, o “El Halcón” manda os seus jogos no acanhado Estádio Norberto Tito Tomaghello, que tem capacidade de 8 mil lugares. Sem o espaço mínimo para receber jogos internacionais, o palco do jogo contra o São Paulo, na primeira fase, foi o ” La Fortaleza”, ou Néstor Díaz Pérez, estádio do Lanús, com capacidade para cerca de 43 mil pessoas.

Por falar em São Paulo, o Defensa y Justicia realizou a sua primeira partida fora da Argentina desde 1978, ano em que iniciou as atividades no futebol, justamente na estreia da Copa Sul-Americana 2017, no dia 11 de junho. Depois de empatar em 0 a 0 em casa, o “EL Halcón” viajou até a capital Paulista e arrancou o empate em 1 a 1 contra o time de Rogério Ceni. Com o gol qualificado marcado pelo volante Castellani, o Defensa y Justicia conseguiu se classificar para a segunda fase da Sul-Americana.

“É uma instituição extremamente pequena. Tem cerca de 7 mil sócios e poucos anos na primeira divisão. Quase toda sua existência jogou na segunda. Sequer tem títulos profissionais. Entretanto, está atravessando o melhor momento de sua história com a eliminação do São Paulo”, afirmou o jornalista argentino Gaston Edul, setorista do Clube em uma rádio local.

No Campeonato Argentino, o time dirigido pelo técnico Sebastián Beccacece tem um aproveitamento razoável. Em 27 jogos até aqui, somou 40 pontos, com 11 vitórias, 7 empates e 9 derrotas. Ocupa a 13ª colocação de 30 equipes participantes. “O principal jogador é o Alexander Barboza, zagueiro central, de 22 anos, 1,93 cm de altura. Fim de junho deve voltar ao River Plate por que está emprestado”, complementou Gaston. 

Antes do treino realizado nesta quinta-feira (15) no CT da Água Amarela, o volante Andrei Girotto conversou com a reportagem do portal Clic RDC sobre o Defensa y Justicia. “Time argentino é sempre brigador. Busca a vitória até o último minuto. Não é diferente com a gente, o espírito da nossa equipe é dessa forma. Então vai ser um jogo disputado, um jogo de Sul-Americana mesmo. Mas a gente fica com a esperança de agora nos tribunais. Nós ainda ainda tem esse pensamento na Libertadores. Fica o sentimento de que a gente ainda pode ainda estar nas oitavas da Libertadores”, avaliou o volante. 

As datas dos confrontos entre Chapecoense e Defensa y Justicia ainda não foram definidas pela Conmebol.