Chape é denunciada no STJD por objeto que atingiu 4º árbitro - ClicRDC | Notícias de Chapecó e região

Chape é denunciada no STJD por objeto que atingiu 4º árbitro

Clube pode perder até 10 mandos de campo, embora pena seja improvável. Multa varia entre R$ 100 a R$ 100 mil. Julgamento está marcado para o dia 12 deste mês 

O objeto atirado por um torcedor nas arquibancadas da Arena Condá pode custar caro para a Chapecoense. O ato aconteceu durante a partida de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, contra o Cruzeiro, no dia 1º deste mês. Após o apito final, o quarto árbitro Evandro Tiago Bender acabou sendo atingido no rosto por uma pilha (na súmula consta como pedra) e saiu de campo sangrando. Poucos minutos depois, a empresa privada responsável pela segurança do jogo identificou o torcedor que arremessou o objeto e registrou um boletim de ocorrência. 

Como era de se imaginar, o setor jurídico da Chapecoense recebeu um e-mail da CBF confirmando a denúncia. Com isso, de acordo com o artigo 213, parágrafos I, II e III do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), o Clube poderá perder de 1 a 10 mandos de campo, além de pagar uma multa entre R$ 100,00 a R$ 100 mil. No mesmo e-mail, a CBF enviou um trecho do parágrafo III, esclarecendo a questão sobre a perca de mando: “quando identificado e detido o autor do ato, com a devida apresentação à autoridade policial e lavrado o Boletim de Ocorrência, há o afastamento de responsabilidade da entidade”.

O corpo jurídico do Clube tem até a próxima segunda-feira (12) para apresentar a defesa. O julgamento está marcado para o mesmo dia, com início às 13h, no Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD).

Protesto contra a arbitragem passou dos limites após o término do jogo (Reprodução SporTV)