Leandro Pereira salva: Chape vence Sport e sai da zona de rebaixamento – ClicRDC | Notícias de Chapecó e do mundo

Leandro Pereira salva: Chape vence Sport e sai da zona de rebaixamento

Verdão faz ótimo primeiro tempo, deixa o Sport diminuir no segundo, mas segura e consegue importante vitória na luta contra o descenso

Com dois gols de Leandro Pereira, Chapecoense consegue uma importante vitória no confronto direto contra o Sport. Com uma partida muito boa no primeiro tempo e um segundo muito abaixo, Verdão segura o Sport, vence e sai da zona de rebaixamento.

Foto: Tarla Wolski/Futura Press

Nesta quinta-feira (22), a Chapecoense recebeu o Sport em jogo de vida ou morte na Arena Condá, em Chapecó. Confronto direto na luta contra o rebaixamento, era de extrema importância para o Verdão. Uma vitória o tiraria do Z-4 e colocaria o rival na degola. Já a derrota, praticamente decidia o descenso do Verdão para a Série B 2019.

Diferente dos últimos jogos, a Chape começou com um volume bem alto de jogo. Com marcação avançada o Verdão tentava uma primeira pressão para cima do time Pernambucano. Aos 2’, Leandro Pereira invadiu a área e tentou tocar para Wellington Paulista. No lance, a bola bateu na mão de Ernando e o árbitro Leandro Vuaden marcou o pênalti. Leandro Pereira cobrou e marcou para a Chape.

A mudança de sistema promovida por Claudinei de Oliveira surtiu efeito no Verdão. Leandro Pereira e Wellington Paulista jogavam centralizados.  Diego Torres no meio conseguia fazer a saída rápida da defesa para o ataque. Os laterais, com mais liberdade ajudavam muito nas ações ofensivas. Aos 7’, Eduardo faz jogada pela direita, cruza e acha Leandro Pereira livre na área. O artilheiro do Verdão no Brasileirão marca mais um.

Foto: Eduardo Florão/GE

O Verdão tinha muito facilidade para chegar ao ataque. Aos 10’, Márcio Araújo entrou na área e tentou o toque para Leandro Pereira que entrava sozinho, mas o zagueiro Adryelson cortou. A mudança de sistema e postura do Verdão era nítida. O time Catarinense dominava as ações no jogo, o Sport não conseguia passar do meio campo.

O time Pernambucano não tinha reação no jogo. A Chape jogava melhor e continuava no campo de ataque. Em dois lances consecutivos, o Verdão quase fez o terceiro. Aos 20’, Fabrício Bruno chutou depois de um escanteio, a bola passou por Wellington Paulista que quase faz para à Chape. Logo depois, Leandro Pereira ganhou na velocidade da defesa do Sport e tentou tocar por cima de Maílson, que se esticou todo e impediu o gol.

Quase no fim do primeiro tempo o Sport conseguiu igualar as ações. A Chape, com dois gols no placar recuou. O time Pernambucano ocupava mais o meio, mas sem assustar Jandrei. Aos 37’, depois de boa jogada de Mateus Gonçalves, o zagueiro Douglas salvou a Chape em cima da Linha.

No fim do primeiro tempo o Sport tinha mais posse de bola, mas não conseguia ações importantes no ataque. A Chape se defendia e chegava nos contra ataques. Aos 40’,depois de escanteio cobrado por Diego Torres, Amaral subiu para cabecear, mas Maílson faz uma grande defesa.

Nos últimos minutos do primeiro tempo, as duas equipes tiveram chances de gol. Wellington Paulista pela Chape, fez bela jogada pela direita e cruzou para Leandro Pereira que finalizou, Maílson salvou o Sport. Logo depois, Gabriel bateu escanteio na área e Adryelson subiu para cabecear, mas a bola foi por cima do gol de Jandrei. O primeiro tempo acabou com o Sport com mais posse de bola, mas o resultado e as reais chances de gols eram do Verdão.

Com dois gols atrás do placar, o Sport veio para cima da Chape no segundo tempo. Com Andrigo no lugar de Cláudio Winck, o técnico Milton Mendes mudou o sistema do Leão. Mais ofensivo, o time pernambucano rondava a área de Jandrei, mas não era eficaz nas ações ofensivas. O Verdão se defendia bem e saia em contra ataques.

Bem diferente do primeiro tempo, o segundo teve poucas chances de ambos os times. A Chape tocava a bola tranquila e conseguia deixar o jogo morno. O Sport, mesmo com as mudanças de Milton Mende não conseguia ter um poder ofensivo. Até os 15’, nenhum dos dois times tinha chance real de gol no segundo tempo.

Aos 22’, Michel Bastos chuta forte da entrada da pequena área, a bola bate na trave, nas costas de Jandrei e entra. Com pouca ação ofensiva, a Chape parou de jogar e reanimou o Sport. Com o gol, o time pernambucano veio com tudo para cima do Verdão. A marcação foi adiantada para pressionar a defesa do time catarinense.

Com um futebol muito diferente no segundo tempo, o Verdão era pressionado pelo Sport. Aos 32’, depois de um escanteio, Hernane cabeceou e Jandrei fez boa defesa. As alterações propostas por Claudinei fragilizaram o time. Com os jogadores todos na defesa, nem o contra ataque o Verdão conseguia acertar.

A Chape não conseguia sair da defesa. Fraco tecnicamente, o Sport rondava a área de Jandrei com vários cruzamentos. Pelo alto, a defesa do Verdão era soberana, mas o ataque não conseguia criar. As saídas de Diego Torres e Leandro Pereira fizeram o time se retrancar muito.

Mesmo com toda a pressão, o Sport não conseguiu empatar a partida. A Chape vence o confronto direto contra o Leão e sai do Z-4.

Com a vitória a Chape sobe para a 16º posição com 40 pontos. O Sport, com a derrota cai para a 17º com 38 pontos. Na próxima rodada o Verdão vai até São Paulo para o confronto contra o Corinthians, domingo às 19h. Já o Sport, também na capital paulista, enfrenta o São Paulo na segunda-feira às 20h.

 

Ficha Técnica

Chapecoense x Sport

Local: Arena Condá, Chapecó (SC)                                                                                                                                    Público: 12. 384 Pessoas                                                                                                                                                            Renda: R$ 187.190,00
Data: 22 de Novembro de 2018, Quinta-Feira
Horário: 21 horas (horário de Brasília)
Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS)
Assistente 1:  Fabrício Vilarinho da Silva (GO)
Assistente 2:  Jorge Eduardo Bernardi (RS)
4º árbitro:  Tiago Augusto Kappes Diel (RS)
Auxiliares de linha de fundo: Vinícius Gomes do Amaral (RS) e Roger Goulart (RS)

Chapecoense: Jandrei; Eduardo, Fabricio Bruno, Douglas e Alan Ruschel (Roberto); Amaral, Márcio Araújo, Canteros e Diego Torres (Elicarlos); Wellington Paulista e Leandro Pereira (Bruno Silva).   Técnico: Claudinei Oliveira

Sport: Maílson; Claudio Winck (Andrigo), Ernando, Adryelson e Ronaldo Alves; Marcão Silva (Matheus Peixoto), Jair, Michel Bastos, Gabriel e Mateus Gonçalves (Marlone); Hernane. Técnico Milton Mendes

Gols: Leandro Pereira (C), Leandro Pereira (C) e Michel Bastos (S).

Comentários do Facebook