Ex-governador do Rio de Janeiro é condenado a 14 anos de prisão por corrupção - ClicRDC | Notícias de Chapecó e região

Ex-governador do Rio de Janeiro é condenado a 14 anos de prisão por corrupção

Sérgio Cabral continuará preso em Curitiba, onde está desde novembro de 2016.

Crédito: Estadão


O juiz Sérgio Moro condenou o ex-governador do Rio de Janeiro Sérgio Cabral (PMDB) a 14 anos e dois meses de prisão por corrupção passiva. Cabral foi condenado por pedir e receber vantagem indevida em um contrato de terraplenagem e outros 12 crimes de lavagem de dinheiro.  A mulher dele, Adriana Ancelmo que também era investigada, foi absolvida das acusações de corrupção passiva e de lavagem de dinheiro por falta de provas.

Essa é a primeira condenação, no âmbito da Lava Jato, contra Cabral. O ex-governador também é réu em outros nove processos que seguem em investigação. Mediante as comprovações, o Juiz Sérgio Moro ordenou que Sérgio Cabral paguem uma multa R$ 673 mil.  Sérgio Cabral continuará em preso em Curitiba, onde está desde novembro de 2016.

Relembre:

Sérgio Cabral está preso desde novembro passado após ser acusado pela força-tarefa da Lava Jato no Rio de Janeiro de chefiar esquema de corrupção durante a gestão à frente do Estado do Rio de Janeiro entre 2007 a 2014.  Em 2016 foi preso na Operação Lava Jato e tornou-se réu por corrupção passiva, lavagem de dinheiro e evasão de divisas,]sendo alvo da Polícia Federal nas operações Calicute, Eficiência, Fatura Exposta e Mascate.