Semana do doador movimenta Hemosc de Chapecó - ClicRDC | Notícias de Chapecó e do mundo

Semana do doador movimenta Hemosc de Chapecó

Entre as ações na Semana do Doador, o Grupo Condá de Comunicação participará através da Rádio Sonora, que estará durante a tarde do dia 22 de novembro, quinta-feira, no Hemosc, para convidar a comunidade e reforçar a importância da doação

O Hemocentro Regional de Chapecó realiza, entre dos dias 19 e 23 de novembro, a Semana Do Doador, em comemoração ao Dia Nacional do Doador de Sangue, 25 de novembro, e a Semana Nacional do Doador de Sangue. Em Chapecó, também se comemora os 20 anos da implementação do Hemosc. Nesta semana, são realizadas ações para alertar o cidadão sobre a importância da doação de sangue nessa época do ano, considerado um período de baixa taxa de doação.

Segundo a assistente social e capacitadora de doadores Eliana Ribicki, essas ações servem para aumentar a movimentação de doadores de sangue, pois logo na segunda quinzena de dezembro, esse movimento cai. “Até o fim das férias escolares é período de alerta. Aqui no Oeste, nós temos o esvaziamento das cidades. O resultado disso são menos pessoas para doar e infelizmente cresce o volume de acidentes nas estradas”, explica Eliana.

Entre as ações na Semana do Doador, o Grupo Condá de Comunicação participará através da Rádio Sonora, que estará durante a tarde do dia 22 de novembro, quinta-feira, no Hemosc, para convidar a comunidade e reforçar a importância da doação. Segundo Eliana, esse convite funciona muito. “A comunidade entende muito bem e faz com que não tenhamos problemas com falta de sangue” conta Eliana.

Eliana conta ainda que em Santa Catarina existe a “Hemorede”, composta por sete hemocentros – Chapecó, Joaçaba, Lages, Criciúma, Joinville, Blumenau e Florianópolis. Cada um desses tem uma região para atender, mas naturalmente e diariamente acontece o remanejamento de sangue entre os Hemocentros. Conforme Eliana, esta ação consegue abastecer todo o Estado.

Para doar é preciso:

Ter idade entre 16 e 69 anos (jovens de 16 e 17 anos devem estar acompanhados por um responsável legal, ambos portando documento oficial).

Idade máxima de 60 anos, 11 meses e 29 dias para a primeira doação.

Pesar acima de 50 quilos (com desconto de vestimentas).

Estar bem alimentado (alimentos leves e não ricos em gordura nas últimas 4 horas que antecedam a doação).

Apresentar documento emitido por órgão oficial com foto que permita a identificação do mesmo.

Estar saudável.

 

Não pode doar quem:

Estiver com febre, tosse, gripe, dor de garganta ou outras infecções.

Estiver com reação e/ou crise alérgica.

Teve diarreia no últimos 7 dias (3 episódios ou mais).

Estiver com lesão de pele, afta ou herpes (a pele deve estar íntegra).

Tiver ingerido bebida alcoólica há menos de 12 horas.

Não tiver dormido pelo menos 6 horas na noite anterior à doação.

Fez endoscopia, colonoscopia ou outro procedimento invasivo nos últimos 6 meses.

Fez tatuagem, micropigmentação e maquiagem definitiva nos últimos 6 meses.

Colocou piercing nos últimos 6 meses (na região genital e oral, a doação só poder ser realizada 12 meses após a sua retirada).

Teve hepatite viral após 11 anos de idade.

Estiver grávida ou amamentando bebê menor de 12 meses.

Fez cirurgia recentemente (inclusive implante dentário).

Tiver problemas cardíacos ou pulmonares (sujeito à avaliação).

Teve contato sexual com parceiro ocasional/eventual nos últimos 12 meses.

Usou drogas ilícitas há menos de 12 meses (maconha há menos de 12 horas, drogas injetáveis inapto definitivo).

Teve alguma manifestação de doença sexualmente transmissível nos últimos 12 meses.

Vir com crianças menores de 5 anos, sem outro acompanhante.

Comentários do Facebook