Idosos da região da Efapi participam de um dia diferente

Além disso, a atividade foi a festa de enceramento das atividades do ano dos grupos dessa região

Cerca de 400 pessoas, de 10 Grupos de Idosos dos bairros da região da Efapi, participaram na quinta-feira (08) de um dia diferente. Eles estiveram reunidos no Centro Comunitário do Parque das Palmeiras para confraternizar, rever amigos e dançar. Além disso, a atividade foi a festa de enceramento das atividades do ano dos grupos dessa região.

A programação iniciou cedo e se estendeu ao longo do dia. Começou com café da manhã, seguiu com apresentação do Grupo de Violeiras da Cidade do Idoso, depois teve palestra sobre saúde bucal e ginástica para o Cérebro. Também teve almoço e matinê. Para Noema Teixeira da Rosa, do bairro Parque das Palmeiras é importante poder estar com os amigos, participar de um dia diferente e aproveitar as atividades oferecidas. Inelde Predebon, do bairro Alta Floresta disse que é legal poder estar junto com os amigos, compartilhar um momento com amigos e conhecer novas pessoas.

Lidia de Andrade, monitora dos grupos de idosos da região da Efapi explica que a ideia de unir todos os grupos surgiu para integrar ainda mais os idosos, com uma programação diferente. De acordo a Secretária de Assistência Social de Chapecó, Ulda Baldissera, o objetivo da atividade era proporcionar um dia de alegria, para que os idosos possam aproveitar com os amigos, conversar e interagir. Ela explica que em Chapecó existem 71 grupos de idosos nos 50 bairros da cidade, aonde são atendidos cerca de 05 mil idosos. Além dos Grupos de Convivência nos bairros, os idosos chapecoenses podem participar de diversas atividades, entre elas: Cidade do Idoso, UMIC – Universidade da Melhor Idade e o Projeto Superidade.

A Cidade do idoso, instalada no Parque Tancredo de Almeida Neves, no bairro Efapi, é um espaço pensado para atender os chapecoenses com mais de 60 anos. O programa visa proporcionar qualidade de vida, bem estar e atendimento especializado àqueles que muito já contribuíram com o desenvolvimento de Chapecó. Atualmente, mais de 1.800 idosos estão cadastrados para participar da Cidade do Idoso, mantida pela Administração Municipal, por meio da Secretaria de Assistência Social.

No espaço, os usuários têm acesso à oficina de informática, sala de cine vídeo, grupo de dança, ginástica, musculação, pilates, grupo vocal, caminhada orientada, hidroginástica, Hora Cultural, Shows de Talentos, Campeonatos, Palestras Educativas, jogos de mesa (canastra, dominó, sinuca, três sete) e bocha. Eles podem participar, ainda, de curso de alfabetização e recebem atendimento na área da saúde. Além disso, está instalada na Cidade do Idoso a Cozinha Comunitária. O espaço fornece gratuitamente aos idosos cerca de 250 refeições por dia. O horário de atendimento é das 08 às 12 e das 13 às 17 horas.

UMIC: oportunidade de ensino e conhecimento

A Universidade da Melhor Idade iniciou suas atividades em 2011 e é um projeto desenvolvido pela Administração Municipal, por meio da Secretaria de Assistência Social, e a Unoesc Chapecó. Em 2018, a UMIC está em sua 5ª turma de Extensão e 4ª turma de Especialização. As aulas acontecem nas terças e quintas-feiras, das 13h45 às 17 horas, com atividades teóricas e práticas, buscando a valorização dos idosos perante a família e a sociedade. Entre as disciplinas oferecidas estão: Planejamento Financeiro e Pessoal; Relacionamento familiar e gerações; Saúde e qualidade de vida; Fotografia; Seminário I; Informática I, atividades físicas, dança, Educação Ambiental, Jogos de Tabuleiro e Iniciação ao Teatro.

A UMIC tem o propósito de oferecer ensino e conhecimento às pessoas com mais de 60 anos que residam em Chapecó. Desde o inicio, já passaram pela UMIC mais de 350 estudantes, oportunizando a realização de sonhos, conquista de novos amigos e conhecimentos fundamentais para melhorar a qualidade de vida.

Projeto Superidade Chapecó: oportunidade de manter-se em movimento

O Projeto Superidade é realizado pela Prefeitura de Chapecó e oferece, desde 2005, atividades como ginástica, bocha e esportes adaptados para idosos. O objetivo é promover a prática de atividades físicas e estimular uma melhor qualidade de vida. Atualmente são atendidos 1.554 idosos, em 42 locais do município, com aulas duas vezes por semana em cada grupo. Os professores realizam com os grupos atividades de ginástica, recreação, alongamento, dança, jogos adaptados e brincadeiras.